Presidente do PSDB Ceará defende prorrogação do prazo para “janela partidária”

0
Compartilhe
Preocupado com possíveis prejuízos que as agremiações partidárias podem ter com a pandemia de coronavírus no mundo, o presidente do PSDB/Ceará, Luiz Pontes, defende que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prorrogue o prazo para a chamada “janela partidária” para filiações de novos membros nos partidos políticos. O presidente municipal da legenda, Carlos Matos, testou positivo para o Covid-19, nesta quarta-feira (18), o que fez com que a sigla cancelasse suas atividades.
“Estamos trabalhando. O Carlos Matos deu positivo e pedimos para que as pessoas do partido ficassem realizando contatos de suas residências e se preservarem de alguns sintomas como tosse, febre, essas reações da doença”, disse o dirigente.
O PSDB fechou sua sede (que funciona na Torre Pátio Dom Luis) durante esta quarta-feira e só deve retomar atividades na segunda-feira (23), a depender da situação do vírus no Estado e orientação das autoridades de saúde. Segundo ele, todos eventos estão suspensos até que se apresente um quadro melhor da doença no Ceará.
Pontes disse ainda que está tentando contato com a direção nacional do partido para saber que outras medidas devem ser adotadas nos estados. Ele afirmou também que deve conversar com a executiva para tentar convencer o TSE de prorrogar este período de novas filiações, que será prejudicado por conta da pandemia de coronavírus.
“Isso poderia ser uma solução. Estou falando com o PSDB nacional para que sejam suspensas as janelas partidárias, ou qualquer movimentação e como faltam mais de 13 dias, que depois se prorrogue pelo mesmo período. Isso seria um facilitador”, defendeu.
PROS
O presidente do PROS, deputado federal Capitão Wagner, discorda do tucano. Segundo ele, não há necessidade de ampliação de prazos, até porque, em sua avaliação, filiações podem ser realizadas sem aglomeração de pessoas. “Vai no partido, se filia e depois faz uma foto. Estamos tranquilos com relação a isso, e não vemos necessidade de se ampliar qualquer prazo”, defendeu.
Como medida para evitar a proliferação do vírus, o PROS orientou parte de seus funcionários a despacharem de suas residências. As filiações, por sua vez, conforme informou Wagner, estão sendo realizadas de forma individual, sem aglomerações de pessoas. Todas as reuniões partidárias estão suspensas até segunda ordem.
Blog Edson Silva

DHomem

Deixe um comentário