Carga de manga apreendida pela Polícia Civil é doada ao Mais Nutrição

0
Compartilhe

O carregamento de mangas apreendido no início da semana, durante uma operação da Polícia Civil do Ceará que resultou na maior apreensão de cocaína da história da instituição, foi doado ao Mais Nutrição, programa que visa a segurança alimentar e nutricional de crianças atendidas por entidades cearenses. “São mais de três mil caixas de mangas doadas ao Mais Nutrição. Graças ao programa, não se fala mais em desperdício aqui na Ceasa” enfatiza a secretária de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Socorro França.

Na apreensão, estava uma carga contendo 3.360 caixas de mangas tipo exportação, oriundas do Vale do São Francisco. As frutas, que serviriam para encobrir a carga de cocaína, foram doadas ao Mais Nutrição, programa que visa a segurança alimentar e nutricional de crianças atendidas por entidades cearenses. “O Mais Nutrição envolve o comprometimento das pessoas que querem ajudar. A força tarefa dos órgãos de segurança do Estado aliado a vontade de alimentar a quem precisa, proporciona que milhares de crianças e jovens sejam beneficiados em ações como essas”, destaca a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana.

Programa Mais Nutrição

Estruturado em cima do combate ao desperdício de alimentos, enfrentamento à fome e com foco em uma alimentação saudável, a iniciativa, que proporciona a distribuição de frutas, legumes e verduras para entidades cearenses, estará presente durante os dias de feira, com o objetivo de orientar a população acerca do uso consciente dos alimentos e no auxilio do aproveitamento. Atualmente, mais de 13 mil crianças de 67 instituições dos municípios de Fortaleza, Caucaia e Maracanaú receberam mais de 90 toneladas de alimentos, por meio da doação dos permissionários da Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa-CE).

A apreensão

A Polícia Civil chegou ao local onde a droga estava escondida, durante uma investigação de roubo e receptação de cargas oriundas do Porto do Mucuripe, na Capital. A investigação, desenvolvida desde o começo do ano, resultou no nome de um caminhoneiro do estado do Goiá, que faria o transporte de cargas irregulares.

A PCCE capturou o goiano Sérgio Correa (50) – o motorista que seria o responsável pelo transporte da droga – e o baiano Uildembergue Souza Pimentel (44) – que era responsável pela vigilância do galpão onde a droga foi localizada. A dupla não registrava antecedentes criminais no Ceará. Eles não repassaram nenhuma informação sobre o material ilícito encontrado. A dupla foi encaminhada à sede da DRFVC, onde foi autuada em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

O delegado Diego Barreto, titular da DRFVC, explicou sobre a investigação realizada em torno do motorista de caminhão. “Nós conseguimos identificar que ele realmente transitava entre vários estados do Nordeste, transportando mercadorias ilícitas. Então, conseguimos observar ele adentrando em um galpão. Foi quando realizamos a abordagem e encontramos todo o material ilícito”, explicou.

O delegado Geral da Polícia Civil, Marcus Rattacaso, exaltou o trabalho dos policiais civis. “Essa apreensão é resultado do trabalho dos policiais civis e é o nosso recado para as pessoas que querem usar o nosso Estado como canal e trânsito para tráfico de drogas. Não entre com droga no Estado do Ceará, pois nós vamos prender e apreender todos aqueles que insistirem. Essa é a resposta da Polícia Civil do Estado do Ceará”, finalizou Marcus Rattacaso.

 


DHomem

Deixe um comentário