Operação ‘Quixeramobim Limpo II” cumpre 30 mandados

0
Compartilhe

61519_500016423381106_486350925_nNuma operação contra a corrupção deflagrada pelo Ministério Público, chamada “Quixeramobim Limpo II”, a Polícia Civil está em Quixeramobim, distante 206 quilômetros da capital, para cumprir 30 mandatos de busca e apreensão. Entre os suspeitos estão o prefeito, Cirilo Pimenta (PSD), seu vice Tarso Borges, dez secretários municipais, o procurador geral do município, Ricardo Alexander Cavalcante e vários dirigentes de autarquias são suspeito do desvios de R$ R$ 5,8 milhões por meio de fraudes de licitação.

O trabalho é executado através da Promotoria de Justiça de Quixeramobim, da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Entre as irregularidades constam o desvio de dinheiro em órgãos municipais, pagamento de propinas, superfaturamento de produtos e serviços, lavagem de dinheiro, utilização de empresas fantasmas, compra de sentenças, sonegação fiscal eenriquecimento ilícito de agentes públicos. Conforme o Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), um total de 26 pessoas estão sendo investigadas e a justiça cumpre o pedido dos promotores ao determinar o afastamento imediato do prefeito e demais gestores municipais pelo prazo de 180 dias, além da indisponibilidade dos bens deles e da quebra dos sigilos bancário e fiscal.

Ainda de acordo com a decisão, a Câmara Municipal deve realizar uma imediatasessão extraordinária para a nomeação do presidente no cargo de prefeito durante os 180 dias. Os promotores de Justiça responsáveis pelo caso informam que entregarão ainda esta semana um requerimento ao procurador-geral de Justiça para que ele analise a viabilidade de intervenção estadual em Quixeramobim.

Operação nacional

“Operação Nacional Contra a Corrupção” são ações coordenadas pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas em parceria com vários órgãos com o objetivo de desmanchar esquemas criminosos cujos desvios de verbas estimados em R$ 1,1 bilhão. A operação nacional cumpre um total de 92 mandados de prisão, 337 mandados de busca e apreensão, 65 mandados de bloqueio de bens e 20 mandados de afastamento das funções públicas.

Ex-prefeito também é investigado

Em março, o MP do Ceará, em parceria com a Polícia Civil, comandou uma operação, a“Quixeramobim Limpo”, que cumpriu 20 mandados de busca e apreensão. Segundo as informações a investigação apurou que as fraudes licitatórias desviaram cerca de R$ 7 milhões no município cearense. Na ocasião foram afastados sete gestores públicos, entre eles os secretários de Saúde e Educação e o assessor jurídico do gabinete do prefeito.

 

Fonte- tribunadoceara


DHomem

Deixe um comentário