Polícia Militar evita resgate na Cadeia Pública de Jaguaruana

0
Compartilhe

20160918061045_8000_capaNesta terça-feira, 30, por volta das 5h40min, um policial Militar, que encontrava-se de serviço na cadeia pública de Jaguaruana-CE, foi avisado pelo agente prisional que observou atitude suspeita de indivíduos no interior da mesma, percebendo se tratar de uma invasão e, que avistara dois ou três veículos (carro), com aproximadamente dez homens, e que estes, já haviam cortado um dos cadeados do portão lateral com um alicate profissional de corte e, nessa hora, começaram a atirar, sendo respondido  de imediato pelo policial Militar contra os indivíduos, dando início a um intenso tiroteio que, após algum tempo, os indivíduos empreenderam fuga, deixando para trás um automóvel PÁLIO FIRE FLEX, PRETO, ano 2007/2008, PLACA: HYZ 8835-FORTALEZA-CE, com ocorrência de Roubo/Furto, munições deflagrada e intactas de calibres PT40, 9mm, 38”, e 12”, e um espingarda cal 12”, sendo solicitado apoio à Viatura  local, que se deslocaram até a referida Cadeia, e logo saíram em diligencias, e sento solicitado apoio do 1º BPM Russas, que foi ordenado o acionamento de patrulhas de Itaiçaba, e até o próprio Cel. Queiroz juntou-se à operação, que durante as diligencias foi encontrado um outro veículo abandonado no caminho da Ypióca, estrada que passa pela localidade de Lagoa Vermelha, zona rural de Jaguaruana-CE, sentido Serra, VW/FOX 1.0, PRETO, PLACA: HXB 5684-FORTALEZA-CE, 2007/2008.

 

Dando seqüência as diligências  por volta das 11:00, a VTR Raio 012, foi deslocada no intuito de capturar os indivíduos, os quais havia embreado no mato. Que após diligências na comunidade de lagoa vermelha, (Jaguaruana), chegaram a pessoa de Francisco Augusto da Silva (Gugu), residente na travessa 15 de novembro, que após ser abordado, confessou ser o mentor do delito. Que Francisco Augusto (Gugu), informou que as armas usadas no delito, estavam escondidas num matagal, no córrego do machado, zona rural de Jaguaruana. A equipe raio 012 se deslocou ao local, que   conseguiram encontrar dois coletes, duas camisas, sendo uma branca e a outra preta sujas de sangue e 03 (três) celulares, sendo dois da marca Samsung, que Gugu informou também que os outros elementos foram se esconder em uma residência no campo grande, zona rural de Jaguaruana. De imediato a composição se deslocou para casa do Francisco Eduardo, que após ser abordado confessou dá apoio na fuga dos elementos. Os indivíduos embrearam no matagal a 200(duzentos metros) da casa do Francisco Eduardo, que a composição adentrou no mato na busca de capturar os indivíduos, mas após percorrerem aproximadamente 4 quilômetros mato a dentro, retornaram ao anoitecer sem êxito.  Que os abordados foram conduzidos para delegacia de Jaguaruana para os procedimentos cabíveis, onde foi lavrado contra Francisco Eduardo, Art: 348 cp e 288cp e contra Francisco Augusto, art: 121, inciso 4, 121inciso 7, 288cp, 16 estatuto do desarmamento.

 

 


DHomem

Deixe um comentário