Ex-cinegrafista da TV O POVO morre em acidente com equipe de produtora de vídeo

0
Compartilhe
WhatsAppImage2018-02-20at22.26.23Carro da produtora de vídeo Baião de Dois, que presta serviços terceirizados ao Governo do Estado, envolveu-se em acidente que matou o cinegrafista Agostinho Santos na altura do km 10 da CE-138, no município de Solonópole. A equipe voltava de um trabalho a serviço do Governo em Juazeiro do Norte.
Em contato com O POVO Online, o Relações Públicas da Polícia Militar, tenente-coronel Andrade Mendonça, revelou que o veículo do modelo L200, que transportava três pessoas da equipe da produtora, capotou e saiu da estrada.
Equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) esteve no local para retirada dos passageiros do veículo.
O condutor do carro, identificado como Valdean de Almeida Menezes, foi resgatado com traumatismo craniano. O cinegrafista Raimundo Nonato teve escoriações no corpo. O cinegrafista Agostinho Santos morreu no local.

O carro da produtora capotou e vitimou o cinegrafista Agostinho Santos (Foto: Leitor via WhattsApp)
Em socorro das vítimas, foi enviada uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), para que fossem transferidas para hospitais em Fortaleza.
Agostinho Santos trabalhou na TV O POVO. A notícia de sua morte foi recebida com consternação por colegas, como a jornalista Germana Pinheiro, repórter da Rádio O POVO/CBN. “Trabalhei com Agostinho durante cinco anos. Para mim, ele era bem mais que um cinegrafista, dividiamos o dia a dia, os problemas”, conta.
Agostinho se destacou durante o período em que trabalhou no Grupo de Comunicação O POVO. Em 2015 foi o vencedor do Prêmio Sebrae de Jornalismo na categoria “Repórter Cinamatográfico”. O cinegrafista trabalhou, além da TV O POVO, na TV Jangadeiro e TV União.

(Foto: Reprodução / Blogs O POVO)

O trabalho do cinegrafista era notado entre seus colegas. “Trabalhei com Agostinho na TV O POVO. Sempre alegre e cuidadoso com seus companheiros, sempre conversando sobre como melhorar o nosso trabalho. Era um grande profissional”, revela Ana Flávia Gomes, editora do O POVO.

Ana Flávia também diz do quão alegre era Agostinho. “Vai fazer muita falta. Era uma presença de vida, de astral”.
O velório do cinegrafista será realizado na igreja Assembleia de Deus, Rua Primeiro de Maio, 641 – Bairro Bonsucesso. O horário ainda é incerto, pois o corpo ainda vai chegar em Fortaleza.
O povo

DHomem

Deixe um comentário