CVT de Russas iniciará em agosto cursos técnicos do IFCE pela rede e-Tec

3
Compartilhe

 

cvt weberSerão oferecidos cursos de Eletrotécnica, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Informática e Edificações.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) iniciará em agosto as aulas dos cursos técnicos do e-Tec em sistema semi-presencial no CVT de Russas e CVT Portuário da Companhia Docas do Ceará, em Fortaleza, nas áreas de Eletrotécnica, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Informática e Edificações.

 
O CVT de Russas, que está em processo de federalização, já anunciada pelo Ministério da Educação e IFCE, vai oferecer cursos técnicos de Eletrotécnica, Segurança do Trabalho, Informática e Meio Ambiente. Para professores das escolas do município de Russas, serão ofertados os cursos técnicos de Infraestrutura e Secretariado.

 
O processo de federalização do CVT de Russas, disse Ariosto Holanda, foi iniciado quando o ex-prefeito do município, Raimundo Cordeiro, destinou área para receber a obra, financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, com emenda do deputado.
Como a saída do prefeito Raimundo Cordeiro, Ariosto Holanda articulou com o sucessor no cargo, Weber Araújo, a doação das instalações do CVT de Russas ao IFCE, onde recebeu total apoio do prefeito Weber e com aprovação da Câmara Municipal, e em seguida conseguiu a federalização da instituição com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Segundo o parlamentar, o ministro disse que se tiver um CVT com a mesma estrutura no Ceará pode levar para o MEC que ele aprova a federalização.

 

 

Quando for publicado o edital para inscrição aos cursos dos polos do e-Tec do IFCE, serão atendidos com vagas também os municípios de Crateús, Quixeramobim, Campos Sales, Pacajus, Tauá, Mauriti, Horizonte, Aracati e Caucaia, que somam com Fortaleza e Russas 1.400 vagas na primeira chamada deste ano e mais 1.340 na segunda chamada ainda em 2013.

 

Rede e-Tec Brasil

 
Lançado em 2007, o sistema Rede e-Tec Brasil visa à oferta de educação profissional e tecnológica a distância e tem o propósito de ampliar e democratizar o acesso a cursos técnicos de nível médio, públicos e gratuitos, em regime de colaboração entre União, estados, Distrito Federal e municípios. Os cursos serão ministrados por instituições públicas.

O MEC é responsável pela assistência financeira na elaboração dos cursos. A estados, Distrito Federal e municípios cabe providenciar estrutura, equipamentos, recursos humanos, manutenção das atividades e demais itens necessários para a instituição dos cursos.

 

Fonte-  Blog  Flamínio Araripe


DHomem

3 Comentários

Deixe um comentário