Ataque ao prédio de ‘Veja’ obrigou ‘JN’ a se posicionar

0
Compartilhe

William-BonnerNa sexta-feira (24), o Jornal Nacional ignorou a repercussão — especialmente nos portais de notícias e nas redes sociais — da edição antecipada de ‘Veja’.

A manchete de capa ‘Eles sabiam de tudo’ refere-se ao suposto conhecimento que Dilma Rousseff e Lula teriam do esquema de corrupção na Petrobras.

O cenário mudou no sábado.

O ato de vandalismo na frente do prédio da Editoral Abril, que edita a revista, fez o telejornal dedicar 6 minutos da edição de ontem para noticiar o fato.

Consequentemente o VT destacou a motivação do ataque: a denúncia apresentada pela publicação. A capa e as páginas de abertura da matéria foram exibidas.

Analisando no campo das hipóteses, o JN pode ter omitido a notícia na sexta para evitar a exploração da polêmica no debate presidencial, realizado pouco depois.

Caso tenha sido uma estratégia, falhou. Aécio Neves citou a reportagem de ‘Veja’ logo na primeira pergunta a Dilma.

Mas o embate entre os candidatos não foi contaminado pelo teor de ‘Veja’. O assunto logo saiu de foco.

A impressão é de que o Jornal Nacional decidiu apresentar a capa e seu conteúdo explosivo mais em solidariedade ao dano sofrido pela Editora Abril do que pela matéria em si.

William Bonner citou as moções de repúdio contra o vandalismo na sede da editora, emitidas por entidades representativas como a Associação Brasileira de Imprensa e a Associação Brasileira de Emissoras de Televisão.

Diante de tantas manifestações, inclusive de Aécio Neves e Dilma Rousseff, o JN não teria como desprezar o acontecimento, a motivação e os desdobramentos.

Para surpresa de quem acusa a Globo de beneficiar Aécio Neves em prejuízo à candidata petista, a matéria do Jornal Nacional exibiu 50 segundos do programa eleitoral de Dilma, no qual a presidente rechaçou a denúncia e a própria publicação.

“Os brasileiros darão sua resposta a Veja e seus cúmplices nas urnas. E eu darei a minha resposta a eles na Justiça”, declarou a candidata do PT, no trecho final mostrado no JN.


DHomem

Deixe um comentário